Mamoplastia Redutora: Como É Feita A Redução Da Mama?

A mamoplastia redutora é um procedimento cirúrgico que tem por objetivo reduzir o tamanho das mamas. Além disso, é possível reconstruir os seios, buscando atingir padrões estéticos de acordo com os desejos das pacientes.

Normalmente, as mulheres buscam o procedimento inverso: o implante de seios. Mas há muitas mulheres que possuem muita mama e, na maioria dos casos, elas são caídas (por conta do peso, o que é totalmente normal).

Há, inclusive, quem realize a redução para, depois, implantar silicone. Sem dúvida alguma, os seios influenciam diretamente na autoestima das mulheres e tanto a redução quanto o implante são formas de trazer mais satisfação com o próprio corpo.

Mamoplastia redutora: como ela é feita?

A mamoplastia redutora é uma cirurgia um pouco delicada, sendo mais complexa que o implante, pois haverá a retirada do tecido mamário. Apesar disso, ainda não é muito invasiva e as pacientes se recuperam rapidamente.

Durante o procedimento, o cirurgião plástico irá administrar a retirada de gordura, pele e tecido mamário, em conjunto com o remodelamento dos seios, buscando resultados estéticos melhores.

É realizada uma incisão, esta varia de acordo com a paciente e da quantidade de volume de será retirado das mamas. Na maioria dos casos, o corte é feito em formato de T invertido, começando da auréola e indo para o contorno inferior dos seios.

O tempo de duração da mamoplastia redutora varia de duas a três horas e a paciente recebe uma anestesia geral. A permanência no hospital pode chegar a um período de 24 horas, mas também varia de cada paciente.

A idade para poder realizar tal procedimento é depois dos 17 anos, idade em que as mamas já estão totalmente desenvolvidas. No entanto, apenas um cirurgião plástico habilitado poderá dizer se é seguro fazer a mamoplastia.

Cuidados pré-cirúrgicos e pós-cirúrgicos

Assim como qualquer procedimento estético, é fundamental seguir a risca todas as recomendações do médico responsável, seja antes ou depois da cirurgia. No caso da mamoplastia redutora, as principais recomendações são:

  • Pré-cirúrgico
    • Oito horas de jejum para realizar os exames de sangue
    • Parar de fumar por, no mínimo, duas semanas
    • Buscar uma alimentação leve e saudável
    • Realizar todos os exames pedidos pelo médico (normalmente são exames cardiológicos e laboratoriais completos).
  • Pós-cirúrgico
    • Alimentação leve, evitando alimentos gordurosos, muito açúcar e álcool
    • Manter-se hidratada
    • Usar o sutiã cirúrgico pelo tempo recomendado pelo cirurgião
    • Quando necessário, fazer drenagem linfática
    • Retomar as atividades cotidianas após uma semana, desde que essas não exijam esforço físico
    • As atividades físicas devem ser retomadas ao poucos depois de, no mínimo, 20 dias. A paciente sempre deve respeitar os limites e em qualquer sinal de dor é recomendado parar o exercício.
    • Uso de drenos quando necessário

Riscos da mamoplastia redutora

Queloides, necrose de aréola, hematoma, perda da sensibilidade e abertura da sutura cirúrgica são alguns dos riscos da mamoplastia redutora.

Entretanto, quando a cirurgia é feita com um profissional habilitado, qualificado e experiente, os riscos são minimizados ao máximo. Além disso, o bom profissional é a garantia de que os resultados sejam exatamente os almejados pela paciente.

É preciso entender que cada caso é um caso e somente com uma avaliação pontual o cirurgião poderá traçar a melhor estratégia para uma cirurgia bem sucedida e, também, fazer as melhores recomendações no pré e pós-cirúrgico.

O Dr. Rummening é um cirurgião plástico formado na Universidade Federal de São Paulo e possui as melhores credenciais quando o assunto é mamoplastia redutora e outros procedimentos estéticos. Fique por dentro de tudo no site.

Sobre Fice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *